O tempo multiplicado

Não há ética no ensino de história sem a problematização do tempo

Autores

  • Nilton Mullet Pereira UFRGS

Palavras-chave:

Diferença; tempo; colonialidade; ética

Resumo

O artigo aborda a problematização do tempo como elemento central de uma ética no ensino de História. Desse modo, inicia elencando princípios éticos que remontam o cuidado de si dos estóicos, através da metáfora do amor cortês. Problematiza-se as temporalidades eurocentradas e propõe um encontro com o tempo puro, como modo de fazer da aula de História lugar de escuta dos seres do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Mullet Pereira, N. (2021). O tempo multiplicado: Não há ética no ensino de história sem a problematização do tempo. Palavras ABEHrtas, (3). Recuperado de https://palavrasabehrtas.abeh.org.br/index.php/palavrasABEHrtas/article/view/30

Edição

Seção

Chão da História