n. 7: Número 7

					Visualizar n. 7: Número 7

Nesta edição, contamos com cinco artigos que abordam temáticas bem variadas.

Iniciamos com a coluna Chão da História, onde Priscila Trucullo propõe formas de resistência aos avanços neoliberais nas políticas públicas educacionais que permeiam os sentidos curriculares no Ensino de História.

O artigo da coluna Provocações, escrito por Robson Fernandes, também aborda as disputas com projetos neoconservadores, debatendo as características autoritárias de uma proposta de escola cívico-militar.

Ainda com um olhar no passado, mas ressignificado, lemos a discussão proposta por André Soares e Margarida de Oliveira em torno de uma escola ainda multisseriada - e estruturada - em Japi (RN). Esse artigo compartilha a coluna Desafios e Dilemas da Profissão Docente com o relato de Isadora Malveira de uma saída a campo pela cidade de Goiânia, em que os monumentos à barbárie e à rebeldia se misturam e permitem a criação de cenários históricos que provocam o pensamento crítico.

A edição se encerra com outro convite para mergulhar na cidade por meio de seus monumentos, com a proposta didática de imersão pela Pequena África, apresentado por Clara de Andrade, Cassiane Gomes, Felipe Candido e Julia da Silva na coluna Vice-Versa.

Ao final, publicamos uma errata referente a um artigo publicado no dossiê sobre os 20 anos da lei 10.639/03.

Essa também é a última edição coordenada pelo atual comitê editorial. A partir de 2024, um novo grupo terá a felicidade de prosseguir com esse instigante projeto de divulgação científica em Ensino de História. Despedimo-nos com gratidão, desejando aos novos colegas um bom trabalho!

Publicado: 2023-11-30

Desafios e dilemas da profissão docente

Vice-versa